SAÚDE: FADIGA VOCAL COM O USO DA MÁSCARA

Identidade vocal é o tema do Dia Mundial da Voz deste ano, data celebrada nesta sexta-feira (16) e estabelecida há 18 anos.  A proposta é refletir sobre a voz como uma das características mais importantes do ser humano, que distingue as pessoas pela sua idade ou gênero, além das expressões de sentimentos como raiva e emoção. Além disso, a voz é o instrumento de muitas profissões e necessita de cuidados para evitar doenças nas cordas vocais, conforme orientações do Ministério da Saúde.

Importante destacar que a voz começa na laringe, após a vibração das pregas vocais (popularmente chamadas de cordas vocais) sob a pressão do ar dos pulmões. Segundo profissionais da fonoaudiologia, as pregas vocais são músculos e precisam ser exercitadas para ter maior flexibilidade.

Trazendo os problemas para atualidade, dentro do contexto da Pandemia do Coronavírus, surge um novo alerta: o uso de máscara protetoras proporciona fadiga vocal causando prejuízo à fala. A explicação dos profissionais neste caso, é que as pessoas estão falando mais alto que o normal para tentar se fazer entender, o que causa as chamadas “disfonias” – problemas na voz.

O Buscaqui separou dicas de cuidados com a voz quando estiver utilizando máscara, além de demais cuidados diários:

  • Falar mais devagar
  • Articular bem as palavras (mexer mais a boca para falar)
  • Evitar falar em lugares barulhentos
  • Aumentar a hidratação (beber mais água ao longo do dia)
  • Limitar a ingestão de bebidas alcoólicas
  • Não fumar e evitar o fumo passivo
  • Optar por enxaguantes bucais sem álcool na composição
  • Evitar falar em lugares barulhentos

Sobre a data

O Dia Mundial da Voz celebra 18 anos em 2021, depois de tomar uma proporção mundial. A campanha acontece no Brasil desde 1999 com intuito de chamar a atenção para o câncer de laringe.

FONOAUDIOLOGIA

Outros Lugares